O que é bactéria KPC?

A bactéria KPC (Klebsiella pneumoniae Carbapenemase) é um microorganismo que foi modificado geneticamente no ambiente hospitalar e que é resistente aos antibióticos. Os primeiros casos do microorganismo foram detectados em pacientes internados em UTI, nos Estados Unidos. No Brasil, já foram identificados 135 casos suspeitos e confirmados em hospitais do Distrito Federal, até a data presente.

A bactéria KPC, a“superbactéria”, foi identificada pela primeira vez nos Estados Unidos no ano 2000, depois de ter sofrido uma mutação genética, gerando uma resistência a vários antibióticos (carbapenêmicos, especialmente) e a grande capacidade de tornar resistentes outras bactérias. A bactéria KPC pode ser encontrada na água, em fezes, no solo, em vegetais, cereais e frutas. O contágio ocorre em ambiente hospitalar, pelo contato com secreções do paciente infectado, desde que não sejam respeitadas normas básicas de desinfecção e higiene.

A Klebsiella pneumoniae é uma bactéria comum, que normalmente não causa danos a pessoas saudáveis. Geralmente estão associadas à infecções urinárias.
A KPC significa: Klebsiella Pneumoniae produtora de Carbapenemase. É um tipo de Klebsiella que foi modificada geneticamente, capaz de produzir a enzima carbapenemase contra diversos antibióticos. (obrigado a Evelly Lins pelas informações)

A KPC pode causar pneumonia, infecções sanguíneas, no trato urinário, em feridas cirúrgicas, enfermidades que podem evoluir para um quadro de infecção generalizada, muitas vezes, mortal. Crianças, idosos, pessoas debilitadas, com doenças crônicas e imunidade baixa ou submetidas a longos períodos de internação hospitalar (dentro ou fora da UTI) correm risco maior de contrair esse tipo de infecção. A resistência aos antibióticos não é um fenômeno novo nem específico da espécie Klebsiella. Porém, esses germes multirresistentes não conseguem propagar-se fora do ambiente hospitalar. Informações obtidas através do website do Dr. Drauzio Varella

73 Comentários

  1. Aline Mayara

    Boa tarde…
    Eu já tive infecção urinária umas 5 vezes e a última vez atacou o rim direito… tomei ciprofloxacino durante 5 ou 7 dias e quando refiz o exame ainda estava com os piocitos acima do normal, pq o normal é até 5/campo, o meu tava 7 ou 8/campo. Há uns 15 dias tomei a vacina da gripe e estou com uma gripe chata, muita tosse… fiz raio-x do pulmão, mas não deu nada. Gostaria da opinião de vocês, se acham que por minha imunidade estar baixa a bactéria tenha afetado na gripe esteja mais forte. Tô muito preocupada… trabalho em um hospital da minha cidade, mas não tem uti porque a cidade é pequena. Marquei consulta com o urologista, mas só tinha pra 15 dias depois. A minhan infecção urinária foi em março e a grioe em maio até agora. A consulta é pra ser agora. A bactéria é a e. colli. Fico no aguardo.

  2. Flávia Resende

    olá,minha mãe encontra-se internada no hospital Sao João |De Deus em divinopolis MG e infelizmente o caso dela é grave,pois ela esta hospitalizada a 5 meses por ter pego uma bacteria tambem rara chamada faciite necrozante,desde entao mamae tem lutado para sobreviver mas nos ultimos dias teve uma piora mto drastica,ontem viemos saber por meio do medico q ela esta apenas com 25% das funcoes renais,inchada de mais triplicou seu peso esta com confusão mental,nao lembra de muita coisa,por ex,idade,onde mora nem nada.pelos relatos lidos na inteenet vi q minha mae esta no estagio terminalmuito triste ter q passar por uma situação dessas nao desejo isso a ninguem pois é triste as dores são interminaveis é dado morfina q ameniza um pouco a situação.nao queria ve-la partir mas infelizmente ela tera q ir…gostaria q cientista,medicos fossem um pouco mais humano e lidassem com isso como fosse um parente ou ate mesmo a mãe dels,as pessoas hj tem mais amor a bicho q o proprio “bicho homem”

  3. Olá
    Autoridades de saúde de Montes Claros (MG) concederam uma coletiva nesta sexta-feira (24) para falar sobre as medidas que o município está tomando após onze pessoas, que estavam no Centro de Terapia Intensivo do Hospital Haroldo Tourinho, serem diagnosticadas com a superbactéria Klebsiella pneunoniae (KPC).
    Segundo as informações da Secretaria de Saúde do Município, duas pessoas portadoras da KPC morreram, duas estão sendo tratadas e sete são portadoras da bactéria, mas não apresentam os sintomas.
    É provável que a bactéria tenha vindo para Montes Claros com algum paciente que esteve internado em outro município na qual ela já estava presente ou que tenha surgido na cidade, após o uso indiscriminado de antibióticos”, conta a secretária de Saúde, Ana Paula Nascimento.
    Confira + no portal grande minas,eu sou um morador da cidade e estou preocupado.

  4. Olá, sou enfermeira, e estou de licença maternidade a seis meses, e meu bebe quando estava com quatro meses deu uma infecção urinaria, levei ao pediatra e ele medicou cefalexina, mas uns 25 dias depois o bebe voltou a sentir dificuldades para urinar e começou a tossir muito, fiz o exame cultura e deu a bactéria ssp, fiquei muito preocupada e confesso que por algumas horas eu pirei,levei novamente ao pediatra e ele passou a medicação keflez, que me deu muito trabalho para encontrar. apesar de ser um medicamento ja preparado, será que ele vai fazer mais efeito que a cefalexina? Porque a cefalexina e genérica e somos nos que fazemos a diluição em àgua.Graças a DEUS ele esta bem e estar se recuperando devagar. Mas eu estou muito preocupada, porque já tem dois meses que ele esta passando por isso. Que providencia devo tomar diante de uma recuperação em casa? Me ajuda. Desde já obrigado.

  5. Boa noite a tds os que estão a passar por esta situação. Hoje fui chamada ao consultorio pra me comunicarem k foi diagnosticada esta bacteria….. O meu médico pra não me assustar disse k nao é nada de grave. passou antibiotico e pra repetir analises quando acaba-los. Foi logo consultar a net e ver realmente o k é esta bacteria e tou muito assustava até pk sou diabética tipo I e nao deve ser facil tratar disto :(

  6. fiz exames nas unhas e estou com klebsiella pneumoniae e staphylococcus epidermis estou em tratamento a mais de 6 meses as unhas ficarão pretas e esburaqueadas e agora estao caindo, segundo o medico estou melhorando porem o tratamento é longo e os antibioticos sao fortes E CADA 15 DIAS E TROCADO DE ANTIBIOTICO no momento estou tomando levofloxacino fiz exames no pulmão e nao foram encontrados bacilos alcool acido resistente- cultura;DESENVOLVIMENTO DE STREPTOCOCCUS SP
    TA LOCO
    OSVALDO

  7. MARIA DO CARMO

    NESTE MOMEMTO ESTOU COM MINHA FILHA INTERNADA NO HOSPITAL DAS CLINICAS EM BHTE-UFMG, EM TRATAMENTO FAZENDO QUIMIOTERAPIA, NO DIA 10/11 TEVE FEBRE ALTA DE 40 GRAUS E FOI PARAR NO CTI POR CAUSA DA PRESSAO QUE NAO SE CONTROLAVA SEM NORADRELINA, EU VI O RESULTADO DA HEMOCULTURA DELA E LA DIZ KLEBSIELLA PNEUMONIAE, MAS DESDE ESTE DIA NAO TEM MELHORA NO QUADRO COM DIARREIA, AGUA NA PLEURA, BARRIGA MUITO INCHADA, VOMITOS E BEM PROSTADA, PODE SER QUE ESTA BACTERIA TENHA SE TRANFORMADO EM KPC, POR FAVOR ALGUME PODE ME INFORMAR ISTO MAIS RAPIDO POSSIVEL

  8. Meu marido em 2010 fez uma cirurgia para retirada de um meningioma ,ficou internado 7 dias no CTI sendo 5 dias em coma induzido, e 2 dias já acordado ,e 4 dias de quarto, em 2012, ele internou novamente em agosto , e novembro para retirada de meningioma que cresceu novamente, hoje apresenta um quadro de infecção urinaria, onde apareceu a bactéria KPC, já tivemos em alguns médicos e eles afirmam que deverá ser realizado o tratamento com internação hospitalar para uso de antibiótico, existe outro tratamento?

  9. olá,pessoal,sou cuidadora de uma senhora de 81 anos portadoa do mal de alzeimmer,dia 14|de maio de 2013 foi coleta urina pra exames ,no qual foi detectado a superbacteria (klebsiella pnemoniae)estou mto preocupada,posso vir a preder essa pessoa?quais os cuidados que devo tomar?

  10. Marinalva Silva Andrade

    À atenção do Dr; Drauzio Varela, tenho uma sobrinha que acabou de operar-se de meningioma na base do cédrebro, e há 20 dias internADA contraiu uma infecção pulmonar, estão suspeitando de KPC. Se confirmado
    qual a chance de sobrevivência?

    • Olá Marinalva,
      não somos profissionais de saúde, portanto não podemos dar este tipo de informação. Procure sempre ajuda médica especializada.
      Obrigado por compartilha sua história
      Att

  11. Oi, Pessoal,
    Depois de ler alguns depoimentos ñ pude deixar de dar o meu testemunho.
    Eu já fiquei infectado algumas vezes com a klebsiella e com a streptococcus e como vocês sabem são bactérias multirresistentes, que se alimentam dos antibióticos.
    A medicina que eu pratico é a homeopatia e felizmente que a uso pois sem ela a minha vida seria bem pior em múltiplos aspectos.
    Sempre que fiquei infectado não ingeri nenhum antibiótico;), mas sim a própria bactéria numa diluição de CH3.
    Como vocês sabem a homeopatia usa o principio de semelhantes, ou seja se temos um vírus, tratamo-nos com esse mesmo vírus numa alta diluição…para mais esclarecimentos pesquisem e disfrutem…
    O medicamento usado e mais eficaz para essas bactérias são os “nosod”,eu tratei-me com um medicamento chamado klebsilla nosod Ch3;).
    A recuperação é rápida e apenas se toma um medicamento e nada de outras substâncias nocivas para o organismo…

    Boa sorte para todos e as rápidas melhoras a todos os infectados;)

  12. Perdi minha mãe recentemente no dia 26/02/2013 que estava internada na UTI do Hospital SOS no Centro de Fortaleza-Ce, vítima de uma infecção hospitalar por uma bactéria Klebsiella (certamente a KPC). ´
    Vale ressaltar que no mesmo período que a minha mãe esteve internada nesta UTI, vários outros pacientes também foram a óbito por infecções.
    Ressalto também que na semana anterior (19/02/2013) perdi a minha prima no Hospital São Carlos de Fortaleza, que desenvolveu infecção pós-cirúrgica.
    ENTÃO MUITA ATENÇÃO PARA AS UTIs DESTES DOIS HOSPITAIS DE FORTALEZA: Hospital Central (SOS) e o Hospital São Carlos.

    • Oi, Pessoal,
      Depois de ler alguns depoimentos ñ pude deixar de dar o meu testemunho.
      Eu já fiquei infectado algumas vezes com a klebsiella e com a streptococcus e como vocês sabem são bactérias multirresistentes, que se alimentam dos antibióticos.
      A medicina que eu pratico é a homeopatia e felizmente que a uso pois sem ela a minha vida seria bem pior em múltiplos aspectos.
      Sempre que fiquei infectado não ingeri nenhum antibiótico;), mas sim a própria bactéria numa diluição de CH3.
      Como vocês sabem a homeopatia usa o principio de semelhantes, ou seja se temos um vírus, tratamo-nos com esse mesmo vírus numa alta diluição…para mais esclarecimentos pesquisem e disfrutem…
      O medicamento usado e mais eficaz para essas bactérias são os “nosod”,eu tratei-me com um medicamento chamado klebsilla nosod Ch3;).
      A recuperação é rápida e apenas se toma um medicamento e nada de outras substâncias nocivas para o organismo…

      Boa sorte para todos e as rápidas melhoras a todos os infectados;)

  13. Maria de Lourdes de Azevedo

    Minha irmã tem 75 anos está enternada desde 2/12/12 no hospital Pelópidas Silveira, contraiu essa horrível bactéria o KPC, ficou mais de mês na UTI e agora se encontra no isolamento.Pergunto ela estar com uma escara imensa no final das costss no bumbum, o médico ainda não deu alta por conta da gravidade da escara.Quero saber se quando ela receber alta se essa bactéria acompanha ela, e se vai transmitir para as pessoas em casa.O que devemos fazer para nos prevenir.Sempre acompanho ela no hospital, durmo , dou alimentação , ajudo a mudar de posiçaõ. Quero fazer exame para saber se contrai.Qual o exame eu peço ao médico pa ra saber se estou com essa bactéria.

  14. Meu irmão de 21 anos, fez uma cirurgia de cabeça e descobriram tbm que ele tem uma ulcéra, foi cirugiado novamente,já se recuperando, descobriram q ele está com uma bactéria de UTI, pois o Hospital q está internado(Hospital Miguel de Arraes)Paulista-Recife, a falta de higiene e os mal cuidados com os pacintes é grande, ja encontrei meu irmão várias vezes com fezes aparentemente antiga e urinado q chegou a invadir sua cama, minha familia está muito abalada, ñ aguentamos mais essa situação, disseram que ele vai tomar antibioticos por 20 dias e será isolado, que medidas tomar? ñ aguentamos mais…

    • Oi, Pessoal,
      Depois de ler alguns depoimentos ñ pude deixar de dar o meu testemunho.
      Eu já fiquei infectado algumas vezes com a klebsiella e com a streptococcus e como vocês sabem são bactérias multirresistentes, que se alimentam dos antibióticos.
      A medicina que eu pratico é a homeopatia e felizmente que a uso pois sem ela a minha vida seria bem pior em múltiplos aspectos.
      Sempre que fiquei infectado não ingeri nenhum antibiótico;), mas sim a própria bactéria numa diluição de CH3.
      Como vocês sabem a homeopatia usa o principio de semelhantes, ou seja se temos um vírus, tratamo-nos com esse mesmo vírus numa alta diluição…para mais esclarecimentos pesquisem e disfrutem…
      O medicamento usado e mais eficaz para essas bactérias são os “nosod”,eu tratei-me com um medicamento chamado klebsilla nosod Ch3;).
      A recuperação é rápida e apenas se toma um medicamento e nada de outras substâncias nocivas para o organismo…

      Boa sorte para todos e as rápidas melhoras a todos os infectados;)

  15. Glaucia Carpinelli

    Boa tarde

    Estou com uma duvida e gostaria da ajuda de voces, meu irmão faleceu no hospital apos um AVC Hemorragico, e contraiu a bacteria KPC minha mãe ficou com ele por quinze dias estou com medo dela ter contraido a bacteria, tem como saber mesmo sem ela ter algum sintoma, gostaria de previnir pois ele sofreu muito. Obrigada Glaucia

  16. Olá,
    Acabei de ver o resultado do meu exame no qual é positivo quanto a Klebsiella pneumoniae Nº DE COLONIAS: > 100.000 /UFC/ML.

    O único sintoma que tenho é a infecção urinária.
    O meu último exame de cultura de urina realizado em Julho não aparecia a bactéria.

    Estou desesperada, alguém me ajuda com alguma informação.

  17. Na cidade onde moro, trabalho na área da saúde num hospital, especificamente na Unidade de terapia intensiva (UTI) – Neo pediátrica. E pela primeira vez, lá surgiu um caso em um recém nascido prematuro infectado pela KPC. Aos visitantes e profissionais, as medidas quanto ao seu manuseio em atendê-lo foram corretas de acordo com a ANVISA, ou seja, mantê-lo numa área de isolamento e usar os equipamentos de proteção (luvas, máscara e capote). Atualmente o mesmo encontra-se estável, recuperando-se e, ainda que sem sinais ou sintomas, ele terá que passar um bom tempo onde se encontra, pois há risco caso saia de lá: fragilidade imunológica em passar de um ambiente para outro desconhecido, onde existirá outros contatos com diferentes micro organismos.

  18. Alguem pode me dizer se tem cura ou tratamento?

  19. EU TENHO UM FILHO QUE NASCEU PRE-MATURO DE 7 MESES. ELE NASCEU DIA 28/09/12. NA ULTIMA QUINTA -FEIRA 11/10/12, NA MATERNIDADE ALEXANDER FLEMING, ONDE ELE SE ENCONTRA INTERNADO NA UTI, DESDE O DIA Q NASCEU ATE A PRESENTE DATA, FOI DIAGNOSTICADO ESSA BACTERIA NA SANGUE DELE, Klebsiella NO SANGUE DO MEU FILHO. COMO Q ELE PODE TER ADQUIRIDO ESSA BACTERIA???
    TUDO AS PEDIATRAS DIZEM QUE É COMUM EM RN PRE-MATURO, EU ESTOU MUITO PREOCUPADA.

  20. meu deus.fiquei assustado.minha avó esta com duas bacterias.e uma delas le a kpc.ela foi isolada e n melhora

  21. Gostaria de esclarecer algumas dúvidas. A Klebsiella pnemoniae NÃO É a mesma bactéria da KPC. A Klebsiella pneumoniae é uma bactéria comum, que normalmente não causa danos a pessoas saudáveis. Geralmente estão associadas à infecções urinárias.
    A KPC significa: Klebsiella pneumoniae produtora de carbapenemase. É um tipo de Klebsiella que foi modificada geneticamente, capaz de produzir a enzima carbapenemase contra diversos antibióticos. Isso acontece principalmente devido ao descontrole no uso de antibióticos, sem indicação médica ou por indicação incorreta (PORTANTO MUITO CUIDADO AO ADMINISTRAR ANTIBIÓTICOS!!!). Só há risco de ser contraída em ambientes hospitalares por pessoas já debilitadas.
    Portanto, caso recebam diagnóstico de Klebsiella pneumoniae NÃO SE ASSUSTEM! É uma bactéria comum.
    Caso o diagnóstico seja de uma KPC, com todos os exames que comprovam tal bactéria, medidas médicas serão tomadas imediatamente. Como provavelmente esse paciente já estará internado, será de mais fácil controle.

    Evelly Lins, estudante do 8º período de Biomedicina.

    • Obrigado por sua contribuição, Evelly. Somos leigos no assunto e este site visa apenas reunir informações e compartilhar histórias de pessoas que enfrentam problemas relacionados a bactéria.
      Att

  22. sabrina do esírito santo de sousa

    descobri que estou com esta bacteria; sou paciente de home kare, minha casa e bem limpa,mas perdi oportocath e coloquei um itracath.sera que peguei assim

  23. Hola, sou de uruguai, estive procurando informacao sobre a KPC. Faz pouco tempo llego ao uruguai essa bacteria multiresistente. Acho que a K. pneumonie nao e a mesma coisa que a KPC. A KPC é uma bacteria que tem resitencia aos anitibioticos mais comuns, é uma mutacao da Klebsiella pneumonie normal. Por isso, no deberíam confundir as duas coisas. As pesoas debem saber a diferéncia y nao ter medo de ter a Klebsiella pneumonie porque pode nao ser a bacteria multiresistente.

  24. Boa tarde,hojé peguei meu exame uricultura e deu essa klebsiella pneumoniae ,180000o resultado estive lendo algumas coisas sobre estou comedo corro risco me ajude.

    • Olá Andrea,
      recomendamos que procure ajuda médica o mais breve possível. Somos apenas “curiosos” sobre o assunto, não somos profissionais de saúde. Vá até um posto de saúde ou hospital mais próximo ou procure seu médico particular. Desejamos muita saúde pra voce!
      Att,

  25. Gostaria de saber se a bactéria “Klebsiella Pneumoniae” é a mesma que “Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase”.

    É possível que uma pessoa que nunca esteve internada esteja com essa bactéria?

    • Olá Ana, obrigado pelo seu comentário.
      Sim, podemos dizer que trata-se da mesma bactéria, seja “Klebsiella Pneumoniae” ou “Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase”, PORÉM ESTA ULTIMA É A MAIS PERIGOSA, POIS SOFREU MUTAÇÃO, POR ISTO HÁ O NOME A MAIS: CARBAPENEMASE. A bactéria Klebsiella Pneumoniae é comum, o perigo é a variação dela que produz a ensina CARBAPENEMASE, por isto chama-se KPC.
      Sobre o contágio para quem nunca esteve internado, eu não saberia lhe dizer com precisão. Recomendo neste caso consultar um profissional da saúde.
      Att,

  26. Brenno Pontes

    Perdi a algum tempo a minha primeira namorada Natalia Carneiro Viana,vitima dessa bacteria horrivel a KPC,quando a minha professora particular,a tia Solange ligou para a minha mae pra nossa casa avisando que a Natalia estava muito doente de KPC e nao havia resistido,e falescido….fiquei desolado,duvidei que a minha Nana(Natalia Viana)tinha morrido de kpc,e fiquei me perguntando:meu deus pq deus so leva as pessoas que amamos????!isso ficou na minha cabeca durante varios,varios e varios dias…Nao me esqueco dessa noticia jamais,fiquei sabendo da morte da Natalia por KPC por telefone,e porque eu tinha ficado bastante abalado com a noticia minha mae resolveu nao me levar ao enterro dela,pois,sabia que eu iria me emocionar muitooo se visse o corpo dela no caixao….mas hoje so me recordo dos momentos lindos que vivi ao lado da Natalia que ela esteja com DEUS que e onde ela merece estar com certeza

    • Olá Brenno, sentimos muito por sua primeira namorada!
      A dor da perda de uma pessoa querida é muito dura. Obrigado por compartilhar sua história conosco, e que Deus abençoe voce e toda sua família.
      Att,

  27. samuel cold

    adorei esse site e necessario sim alertar a populaçao sobre os riscos deste patogeno

  28. Raquel Alessandra

    Perdi a minha avo tem 2 anos,com essa bacteria KPC,ela esteve internada muitos meses na UTI,pegou pneumonia,teve que fazer hemodialise,fez traqueo,e os medicos disseram que a bacteria estava controlada,e por fim eles desligaram os aparelhos para fazer o teste se ela conseguia respirar sem eles,e passou um dia ela faleceu com insuficiencia respiratoria e a infecçao KPC.Eu era a neta mais proxima e apegada a ela,sera que eu peguei essa infecçao. Estou com infecçao urinaria que chama KLEBSIELLA PNEUMONIAE E ESCHERICHIA COLI sera que tem alguma coisa a ver.

    • Olá Raquel, lamentamos muito pela sua avó. O que chamou a atenção foi voce ter dito que está com infecção. A bactéria que voce citou que está infectada, é exatamente a KPC. O Nome cientifico dela é Klebsiella pneumoniae Carbapenemas.
      Recomendamos que procure um médico ou hospital imediatamente, pois ao que tudo indica, voce também está com a KPC.
      Lembramos que não somos profissionais da saúde e o intuito do site é reunir relatos e informações sobre a bactéria. Nunca e em hipótese alguma utilize nosso site como centro de informações para se tratar. Procure um médico imediatamente.
      Att,

  29. ola quero saber mais dessa bactéria meu marido é transplantado e tem defesas baixas colocaram ele em isolamento mas ele não esta com kpc é normal colocarão ele pra previnir ,só que ele não esta com KPC PODERIAN ME MANDAR MAIS INFORMAÇÕES GRATA ??????????????

    • Olá Viviane, obrigado pelo comentário. Todas as informações que temos a respeito da bactéria se encontram no próprio site. Recomendo que consulte o médico que cuida do seu marido para maiores informações.
      Deus abençoe sua família!
      Att,

  30. Trabalho na área de saúde, gostaria de saber quais os métodos uso com meus pacientes para não correr o risco de me contagiar com a bactéria KPC. Ou se só os métodos antissépticos funcionam?

  31. meu pai tinha 82 anos morreu com essa bacteria fas sete dias e o que mais queria era que existisse algo que eliminasse essa terivel bacteria.

    • Olá Jane,
      nossos sentimentos pela perda de seu pai! A bactéria é de fato terrível, mas esta não é a única superbactéria, e nem mesmo é a mais letal. Enquanto houver falta de higiene e uso indiscriminado de antibióticos, continuaremos a sofrer com estas moléstias.
      obrigado por compartilhar conosco.
      Att,
      Gustavo

  32. Olivares Rocha

    O micróbio não é nada, o terreno é tudo- Louis Pasteur (1822-1895):basta estimular a imunidade e prescindiremos d tantos antibióticos e remédios.Mas ai “alguém” vai deixar de ver $. E justamente É quem mais ganha com nossas doenças.Uma das técnicas p/ estimular a imunidade é a AUTO-HEMOTERAPIA. USO HÁ 5 ANOS E NEM GRIPE PEGO, PROCURE ENTRE CONHECIDOS QUEM USA E APOSTO Q RELATARÁ ESTA SAÚDE Q FALO. SECULAR E MUNDIAL, Ñ CONSTA 1 QUEIXA. E É USADA EM VETERINÁRIA há século

    USAR OZONIZADOR POR 1 HORA NOS AMBIENTES HOSPITALARES (SEM PRECISAR ISOLAR DURANTE A APLICAÇÃO): 100% DE ESTERILIZAÇÃO!
    REPORTAG EM: Pesquisadores da USP provaram a eficácia do ozônio no combate ao KPC – no youtube
    APLICAR AUTO-HEM OTERAPIA COMO PREVENTIVO E COMO TERAPÊUTICA CUMULATIVA,CONCOMITANTE: 0% DE INFECÇÕES HOSPITALARES – Dr. Ricardo Veronesi – Professor emérito da Faculdade de Medicina da USP
    O “problema” destas terapias: ñ se gasta $$$, e mesmo salvando vidas, são proscritas ao -no Brasil

  33. Vera Lúcia júnior da Silva

    Ola! Bom encontrar esse site. Tenho uma grande amiga q está na uti há 10 dias fez uma cirurgia de apêndice. Descobriram ontem que ela está infectada com a pc. A família está muito preocupada pq os médicos disseram que agora e esperar o medicamento fazer efeito. Tem mesmo medicação contra essa bactéria? Se soubebem pó favor me ajudem!
    Ela tem apenas 23 anos e uma vida inteira pela frente.

    • Olá Vera Lucia,
      ao que se sabe, a bactéria é tratada com fortes medicamentos assim como utilizados em outros tratamentos de infecção, como antibióticos. O fato é que esta bactéria é muito resistente aos antibióticos, por isto a dificuldade do tratamento. Sugerimos que obtenha mais informações junto aos médicos responsáveis pelo caso de sua amiga. Lembramos que este site é apenas um centro de informações sobre o assunto, mas não somos especialistas em saúde, por isto fica a dica: sempre consulte o médico.
      Desejamos toda sorte e saúde pra sua amiga, ela vai sair desta!
      Att,
      Gustavo

  34. Sou enfermeira e gostei muito da materia obtida,não conhecia esta bacteria,fiquei muito interresada no assunto, temos que tomar muito cuidado com a igiene na UTI e nos hospitais en geral pois estamos sujeitos a qualquer tipo de doença. Silvania Amaral Sucupira CRESPO

  35. Parabéns por este site, faço técnica de enfermagem e vi uma cliente com este vírus e me interessou saber sobre ele o quanto mais…fico grata pois poucas pessoas conhecem esta bactéria(KPC) e voces divulgam muito bem relatada, fico á espera de novas notícias e mais uma vez obrigado.

  36. Amanda Yorioka

    Meu pai de 75 anos esta internado na Santa Casa de Misericórdia de SP, na Santa Cecília, foi diagnosticado com pneumonia e ficou internado por 22 dias e liberado, após 05 dias apresentou febre e muito suor e levamos ao PS e o dessa vez foi detectado com KPC. A higiene do hospital é péssima, sei que em muitos lugares é pior, mas falta enfermeiros e no quarto do meu pai haviam paciente com este sintoma de febre e suor, e com restrição de contato. A febre, mesmo não sendo muito alta com muito suor também seria um dos sintomas?

    • Olá Amanda, obrigado por compartilhar conosco.
      A higiene (ou falta dela) é um problema cronico e ajuda a disseminar todo tipo de doença. Referente aos sintomas do seu pai, o melhor é mesmo consultar o médico. Nosso site é feito por cidadões comuns que desejam contribuir com informações, assim como a sua. Sempre procure ajuda médica.
      Melhoras ao seu pai!

  37. rosane passos ribeiro

    Meu pai morreu no Hospital São Carlos em Fortaleza no dia 19/06/2011, com uma bactéria juntamente com mais outras pessoas que estavam na UTI.Pedimos o prontuário e nos deram o referido prontuário sem os últimos quinze dias de meu pai.Pedimos judicialmente e negaram novamente os últimos quinze dias.Estamos tentando encontrar todas as pessoas que estiveram nesse hospital entre os meses de fevereiro e julho de 2011.NAO VAMOS TER MEDO VAMOS DENUNCIAR.Essa senhora que fez a denúncia de que existe um hospital com a tal bactéria devia dizer anonimamente.
    Atenciosamente
    Rosane

  38. gostaria de saber se ha possibilidades da pessoa adquirir essa bacteria sem estar em ambientes hospitalares recentemente, pois meu pai q tem neoplasia d prostata adquiriu essa bacteria; so que tem 6 meses q ele fez a biopsia + radioterapia e desde entao n frequentou nenhum ambiente hospitalar.necessarygrata, andrea

  39. tou cuidando de uma paciente com essa bacteria qual o risco que eu estou correndo? quias saõ os cuidados que devo tomar alem de lavar as maõs. me responda por favor.

  40. Elizabeth Vieira

    Perdi minha irmâ dia 20 de setembro, com todos os sintomas dessa bactéria. Dito pela boca dos médicos, não escutei esse diagnóstico, porém estou com um primo, diagnosticado com a KPC, a quase 40 dias na UTI, com mais dois casos na mesma UTI. Estes fatos estão ocorrendo em Brasília. Aqui no Rio, estamos com um conhecido internado em uma UTI, com os mesmos sintomas: entra como pneumonia, paraliza os rins e fica em estado septico. Não tenho informações mais precisas do estado dele mas, são muito parecidos com os sintomas do meu primo. Estes fatos, estão me deixando bem nervosa. Esse e-mail, é só um desabafo, com o coração partido pela minha perda. Parabéns pelo trabalho.

  41. roseli dos santos de caprio

    gostaria de dar meu comentario acabei de perder um ente querido nesta quarta dia 12.10 por contagio dessa bacteria no hospital sao paulo tendo ele feito uma cirurgia cardiaca de grande porte e depois de 10 dias recebeu alta em 29.10 apos uns 4 dias ele voltou ao hospital e foi definhando ate morrer e todos nos tivemos contato com ele e agora ha muitas duvidas entre nos pois se tem contagio e o hospital nunca falou pra gente somente na fase terminal foi que nos foi comentado sobre o caso da bacteria .gostaria de comentar para que as pessoas ficassem cientes de que a bacteria esta se alastrando e o hospital tem o dever de tentar parar para que mais pessoas nao morram .

  42. trabalho no HB de sjrp com pacientes da DIP, e gostaria de ter mais informações sobre transmição

  43. como curar tem algum antibiotico via oral par fazer. que praga esta kpc

  44. Concordo com a Maria tenho uma tia que esta internada em estado grave, em um hospital que teve casos dessa bacteria com morte. E ela esta isolada só dizem q é uma bacteria e que já esta controlada, mentira pois nem sabem ao certo como se trata essa bacteria, apenas não querem que essa noticia corra pois é um hospital importante na regiao, para q isso não ocorra eles preferem continuar perdendo pessoas. Acho uma palhaçada estão brincando com as vidas dessas pessoas com medo de gerar noticias sobre esses hospitais.

  45. Olá…eu faço enfermagem estava procurandoo um site que me tirasse as duvidas sobree essa bactériaa..Adoreii o sitee muitoo bem organizado.Parabéns aos criadores…

    bjoo

  46. Meu pai faleceu dia 8 deste mes por causa dessa bacteria , ele estava internado na uti , cuidado pessoal ela é muito perigosa !

  47. PELO AMOR DE DEUS ALGUEM FAÇA ALGUMA COISA TRABALHO EM UM HOSPITAL EM FORTALEZA JA FOI DIAGNOSTACADO VARIOS PACIENTE COM ESSA BACTERIA ATE COM OBITO E ATE AGORA NAO FOI TOMADA PROVIDENCIA NENHUMA VARIAS PESSOAS ESTAO TENDO CONTATO COM ESSES PACIENTES SAI E ENTRA COMO SE NADA TIVESSE ACONTECENDO PEGA NOS PACIENTE EU SO PENSO QUATAS PESSOAS NAO SERA CONTANMINADAS ATRAVEZ DE UMA INRESPONSABILIDADE DESSAS POR FAVOR ALGUEM FAÇA ALGUMA COISA POIS NEM NOTIFICADOS ESSES CASOS ESTAO

  48. Olá!
    Sou enfermeira e gostei muito do conteúdo deste site. Gostaria de registrar aqui um elogio, pois a população precisa de sites assim para o conhecimento e possível prevenção dos procedimentos necessários para a prevenção do contágio pela KPC. Vou continuar visitando esta página para conhecer as novidades sobre a bactéria que tem surpreendido a muitos.
    Parabéns!

    • Olá Bárbara!
      Ficamos muito gratos pelo seu comentário e contentes em saber o site está ajudando as pessoas com algo muito valioso: informação. Em um país onde a mídia de massa tem voz mais alta que o bom senso, este site é uma forma de garantir que as pessoas sejam alertadas para os perigos desta bactéria.

      Att,

  49. Gostei muito do site, parabens… Estou fazendo um projeto sobre esse assunto e encontrei aqui muitas coisas do que preciso… Mais agradeceria desde de ja se tem mais informações sobre o tratamento e se há novos casos nas regioes brasileiras principalmente no nordeste. Bjim …

    • Olá Regina,
      obrigado pelo comentário! Ficamos gratos pelas palavras e felizes em saber que nosso trabalho ajudou alguém.
      Visite nosso site regularmente para novas informações.
      Att,

  50. Olá. Meu avô está internado na Santa Casa de Misericórdia na Santa Cecília. Essa bactéria ocupou o andar em que meu avô está internado, e os visitantes devem utilizar um avental descartável e higienizar as mãos, porém minha avó o visitou hoje e me disse que não entregaram nenhuma máscara, tem algum problema? é necessário o uso de máscara?

    E em quanto o paciente fica livre dessa bactéria caso o contraia?

    Obrigada

    • Ola Munique,
      obrigado pelo seu comentário. Nosso site é mantido apenas com a intenção de reunir informações sobre a bactéria, não somos especialistas em saúde. Porém, seu comentário trouxe novidades, com relação a utilização do avental descartável. Tal procedimento ainda não havia sido listado em nosso site na lista de itens de prevenção.
      Porém, sobre a utilização de máscaras e o tempo para “se livrar” da bactéria não temos informação. Sugerimos que peça informações na própria Santa Casa neste caso, onde profissionais da área podem lhe assessorar com maior eficiência.
      Novamente, obrigado e desejamos melhoras ao seu avô.
      Att,

      • Meu pai está colonizado, porém, não-infectado com a KPC, e segundo o que me informei, a KPC pode levar de 3 a 6 meses para sair de um paciente COLONIZADO.
        O caso é diferente quando o paciente está INFECTADO com a KPC, que aí varia de paciente p/ paciente

  51. meu irmao esta no hospital internado com suspeita da kpc me mandem uma resposta sobre os sintomas mas a fundo obrigado

    • Olá Marco,
      obrigado pela mensagem. Desejamos muita saúde ao seu irmão e que ele se recupere prontamete. Porém, não somos médicos ou especialistas em infectologia. Somos profissionais de internet que tiveram a idéia de criar um site para reunir informações sobre a bactéria. Pelo que pesquisamos, os sintomas são os mesmos de outras infecções comuns. Sugerimos que você consulte os médicos que atendem seu irmão para informações mais profundas.

      Att,

  52. Nathália Borghetti

    Ótimo site, parabéns a seus criadores. Muito bem organizado, com uma boa aparência e um excelente assunto para se tratar. Estou fazendo um relatório escolar e encontrei muito do que precisava.

    • Olá Nathália,
      obrigado pelo seu comentário. Ficamos gratos pelo reconhecimento.
      boa sorte com seu relatório.
      Att,
      Gustavo

Comente